Acerca de mim

Um pouco sobre mim

Nascido na Freguesia da Foz do Douro, Porto, berço da minha infância e juventude, mudei-me mais tarde para o "coração" da vizinha freguesia de Nevogilde, onde vivi alguns anos, freguesia que em tempos idos foi parte do concelho de Bouças (actualmente Matosinhos), considerada também como Foz, particularmente a sua frente marítima, destacada pelas avenidas do Brasil e de Montevideu, Após a reforma administrativa do Porto, S. Miguel de Nevogilde passou a fazer parte integrante da cidade e uma das suas quinze freguesias. Refiro o local onde vivi como "coração" da freguesia de Nevogilde, pelo destaque que o Largo (com o mesmo nome) merece, por ser o ponto principal de Nevogilde, largo que, tal como referiu em tempos o historiador Germano Silva, num artigo publicado no Jornal de Notícias: “é um dos raros recantos do Porto onde o urbanismo moderno não matou definitivamente o ambiente de ruralidade que por ali se respira”. Há mais de 30 anos fixei-me em Matosinhos, onde actualmente resido, próximo ao mar, mar esse que me viu nascer e sem o qual já não me habituava a viver. Gosto do seu barulho, do seu silêncio e do seu cheiro. Gosto de o sentir por perto e de caminhar junto a ele. Ele faz parte da minha vida.

domingo, 6 de abril de 2014

O Padre Luís Cabral

O Padre Luís Gonzaga Pereira Cabral, que deu nome à rua do Padre Luís Cabral, anteriormente designada por rua Central (e anteriormente, rua Direita), nasceu no número 901 daquela artéria da Foz do Douro, em outubro de 1866.
 
A casa (frontaria de cor amarela) onde nasceu em 1866 o Padre Luís Cabral

Seus pais, Maria Emília da Conceição Ribeiro Coelho e Constantino António do Vale Pereira Cabral, fidalgo cavaleiro da Casa Real e comendador de Cristo, embora vivendo na rua das Flores, na baixa do Porto, tinham casa na Foz do Douro onde durante anos passavam o mês de Outubro. 

O Padre Luís Cabral
Luís Cabral, depois de ter passado a infância entre a rua das Flores e a rua Central, foi aos nove anos para o Colégio de Campolide, em Lisboa, onde iniciou a sua formação como jesuíta. 

Mais tarde, esteve em Toulose, França formando-se em filosofia. E entre 1894 e 1899, fez ali também o curso de Teologia. 

Teve muita actividade, após o seu regresso a Portugal cinco anos mais tarde. Com a implantação da República, em 1910, surgiram as expulsões dos jesuítas. O Padre Luís Cabral exilou-se então na Bélgica, durante cinco anos. 

Mais tarde, rumou ao Brasil, onde fundou, na Baía, um colégio. Faleceu em Junho de 1939, naquela cidade brasileira, após prolongada doença.

Deixou um vasto legado literário publicado, entre livros, folhetos, discursos e algumas composições dramáticas.

Texto e imagem (casa) da autoria de Agostinho Barbosa Pereira, publicados em 15-03-2014, na página do Facebook,  "A Nossa Foz do Douro".

Imagens de Matosinhos à Foz do Douro

Seguidores